Faltou tesão? Conheça as causas da falta de libido

Provavelmente você já conheceu alguém que sofre com a falta de vontade de transar. Provavelmente você já passou por isso. E se não passou sinto lhe informar, mas você vai passar.

Em alguns momentos da nossa vida nos falta vontade e tesão para continuar uma transa, ou quem sabe, terminar uma. A vontade de se masturbar foi embora com o passar dos anos e você notou seu libido indo embora aos poucos. Este problema é conhecido como: desejo hipoativo.

Porém, ainda que não seja tão visível em alguns pessoas, homens de todas as idades broxam. A falta de ereção denunciam a falta de tesão.

É preciso entender o que causa essa falta de tesão na hora H. Porque você prefere dormir, ver um filme ou fazer qualquer outra coisa ao invés de sexo? Vamos tentar descobrir isso neste artigo.

Os homens demoram até um ano para falar com as suas parceiras sobre esse problema e na mesa do bar o assunto ainda é tabu entre os homens.

A primeira coisa que é preciso saber é que impotência sexual não é a mesma coisa do que falta de libido. O problema atinge até 20% dos homens em alguma fase da vida. Entenda quais são os problemas masculinos na cama:

  • Disfunção erétil: é quando o homem tem dificuldade ou impossibilidade persistente de ter e manter uma ereção.
  • Falta de libido: está ligada a fase inicial do sexo, do estimulo. É como se o carro nem ligasse.
  • Impotência Sexual: também pode ser chamada de disfunção erétil, que é quando o pênis não fica ereto.

Quando o assunto é falta de libido temos uma má notícia. O Viagra não vai ajudar. O remédio não é eficaz no tratamento desse tipo de problema. Porém, foi criada por médicos, uma lista que mostra todos os vilões que acabam com o seu tesão e o que você deve fazer para salvar seu apetite sexual. Confira:

Estresse

StressEm muitos casos o stress é o principal resultado pela falta do desejo sexual. Problemas no trabalho, com a família e de dinheiro podem fazer com que você perca totalmente a vontade de transar.

A solução pode ser fazer terapia ou utilizar alguns medicamentos, dependendo da gravidade do problema. Tentar se manter mais calmo, fazer exercícios que te façam extravasar o stress diário também vão te auxiliar no combate a falta de libido.

Ansiedade

Transtornos como síndrome do pânico e TOC (neste link) podem fazer com que você não sinta vontade de ter relações sexuais com a sua parceira. Esse estado psicológico pode fazer com que você se sinta menos atraído por sua parceira. O tratamento pode ser feito com terapias ou medicamentos.

Depressão

DepressãoA depressão pode fazer com que você se afaste, se isole do mundo, perca o apetite e encontre dificuldades para realizar tarefas simples no dia a dia. Uma das primeiras coisas afetadas por uma pessoa com depressão é o apetite sexual. Os medicamentos utilizados no tratamento também podem afetar o libido.

Álcool e Drogas

Apesar das pessoas dizerem que drogas e álcool aumentam o libido por conta do seu efeito afrodisíaco, em doses altas, essas duas substâncias vão influenciar na liberação de hormônios (testosterona, progesterona e serotonina) fazendo que você perca o libido. A ejaculação e ereção também pode ser prejudicadas.

Medicamentos

Homens que tratam problemas de hipertensão arterial, úlceras e depressão podem ter o libido prejudicado por conta da medicação utilizada. Se você utiliza medicamentos para esses problemas consulte seu médico, ele poderá assim efetuar a troca dos seus medicamentos por outros. Teston funciona no combate desses problemas.

Diminuição de testosterona

Depois dos 30 anos o hormônio masculino da testosterona começa a cair. A queda costuma ser de 1% ao ano. A falta deste hormônio pode causar irritabilidade, fadiga, indisposição, aumento de gordura abdominal, perda de massa muscular e óssea e queda de libido.

Esse problema pode ser tratado com uma simples reposição hormonal, feitas através de injeções ou por uso de adesivos colados na axila.

Obesidade

O excesso de peso afeta o sexo de duas formas: Física: pois há aumento de colesterol, triglicérides e diabetes (nesses casos há queda de testosterona). E de fora psicológica: já que existe dificuldade em aceitar o próprio corpo! Emagrecer de forma saudável sana o problema.

Afeta o desejo sexual de duas formas: física, pois alteração da tireoide, aumento de colesterol, triglicérides e diabetes podem causar queda de testosterona; e psicológica, já que a dificuldade para aceitar o próprio corpo pode contribuir com a perda de desejo. O emagrecimento saudável resolve o problema.

Cigarro

CigarroO tabagismo causa disfunção erétil aguda e crônica. Ao fumar você consome nicotina e o alcatrão que vão para a sua corrente sanguínea após inalados.

O cigarro faz com que sua irrigação sanguínea diminua o que com certeza dificultará uma ereção. Abandonar o cigarro talvez seja uma ótima saída para começar a sentir os resultados.

HPB (Hiperplasia Prostática Benigna)

Diferente dos outros órgãos que param de crescer a próstata continua crescendo ao longo dos anos. Quando ela cresce muito, a uretra – canal condutor da urina – fica comprimida. A sensação é de estar de bexiga cheia constantemente e a pessoa passa a ir no banheiro com muita frequência. A HPB frequentemente leva à disfunção erétil e queda de libido. O tratamento é realizado por medicamentos ou cirurgia.

Disfunção erétil

A impotência pode levar à falta de libido. Estudos apontam que 50% dos homens com mais de 40 anos apresentam algum grau de disfunção erétil. Nestes casos o indicado é procurar um profissional de saúde, fazer exames e constatar a origem do problema. Se o problema for psicológico se consultar com um psicólogo resolverá o problema, se o problema for físico o uso de medicamentos pode ajudar a solucionar.

Suplementos naturais para libido

Remédio para aumentar a ejaculação, manter a ereção e aumentar o libido sexual pode ajudar nesta caminhada. Existem diversos suplementos naturais que não causam efeitos colaterais por serem 100% natural e sem contra indicações.

Leave a Reply